"Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Fiorella em Qua 6 Ago - 20:56

- Apenas gozarás com muita concentração. E olhe lá.

Escreveu o último mandamento da desgraça da mulher e foi embora. Largou aquela tábua pesada aos pés de toda a ala feminina da humanidade, e a gente ficou aqui, meio sem saber o que dizer. Ou o que sentir. Ou o que fazer. Ou como fazer. Porque se orgasmo é mesmo tudo isso que os privilegiados falam por aí, não conseguir experimentá-lo só pode ser penitência. Ou incapacidade. Ou simplesmente a sina de ter nascido com uma reentrância entre as pernas, um par de peitos para estufar as camisetas e um duplo X, que ser for trissômico dá um trabalho danado.

E aí a gente começa a pesquisar as dicas e os segredos para atingir o orgasmo feminino. Usar gel aqui, tentar um vibrador acolá, ficar na posição assim, tentar uma preliminar assado – considerando sempre que sexo e prazer são uma receita de bolo. Justamente como aquelas que você leu naquele livro da Dona Benta que a sua mãe deu pra sua avó de presente de aniversário. Como se duas xícaras de chá de leite, três ovos e uma colher de sopa de manteiga equivalessem a duas lambidas, três apalpadas e um tapinha. Depois é só colocar no forno que não tem erro. Como se, mais uma vez nas nossas vidas, o histórico, tudo aquilo pelo qual a gente já passou, não valesse de nada.

E a gente já passou por muita coisa… A mim não interessa saber se você já teve um orgasmo ou se você tem vinte todos os dias. A vocês não interessa como eu gozo, se eu gozo ou se eu deixo de gozar. Blog feminino, blog feminino – intimidades à parte. Mas a todas nós interessa uma coisa sob a qual vivemos desde que viemos ao mundo: a repressão sexual feminina. É absurdo uma mulher admitir que se masturba – se for desde a adolescência, então, a coisa fica pior ainda. É ultrajante uma mulher ter tido mais parceiros sexuais do que um homem – já que chave boa é aquela que abre toda fechadura, mas fechadura boa é aquela que se abre com uma única chave. É feio uma mulher contar que consome pornografia para se inspirar – mas homens podem, inclusive, trocar o sexo com a parceira por horas e horas na frente de YouPorns, PornTubes e um mundo virtual de bundas e peitos. É vagabundice uma mulher transar na primeira noite – assim como é viadagem o homem recusar o sexo no primeiro encontro. É vadiagem uma mulher pedir a um parceiro sexual que ele faça com ela qualquer coisa que fuja do script me-pega-de-jeito-me-joga-na-cama-e-me-faz-ver-estrelas – só palavras limpinhas e atos que não choquem a sociedade, please.

E enquanto o pensamento predominante continuar esse, sinto muito, mas a gente vai continuar sem gozar. Se toda expressão da sexualidade feminina que não seja usar um decote a serviço da felicidade masculina é considerada errada e digna de punição com cinquenta chibatadas, que cabeça a gente tem pra gozar? Se a gente tem que se preocupar primeiro com o que ele vai achar da nossa depilação, da nossa calcinha, da nossa barriga, dos nossos peitos, das nossas celulites e das nossas estrias, que cabeça a gente tem pra gozar? Porque gozar, ó, tá na cabeça. Antes de ser uma atividade sexual, é uma atividade criativa. De imaginação. De treino – do corpo e da mente. É um negocinho gostoso que leva muito tempo e muita maturidade para ser sentido e entendido sem autorrepressão.

Por isso, você, homem que julga a sexualidade de toda mulher que não seja a sua irmã, não reclame se a sua namorada não gozar com você. Você, mulher que chama a amiguinha da faculdade de vaca só porque ela aparenta ser mais bem resolvida sexualmente do que você, não se espante se nunca tiver um orgasmo. E você, querido ser humano que diz que luta para que a mulher goze, mas que afirma categoricamente que mulher que só consegue gozar por estimulação clitoriana ainda não saiu da adolescência, pense duas vezes. Ninguém aqui precisa de julgamento e de dedo apontado na cara. A gente precisa mesmo é estar em paz para gozar quando, como e se a gente quiser.

Por Bruna Grotti, blog "Entenda os Homens": http://www.entendaoshomens.com.br/paz-para-gozar-quando-como-e-se-a-gente-quiser/

---------------------------------------------------

 Achei esse texto genial! aplause

Pior do que ter que lidar com tudo isso, tem ainda a maldita expectativa. Tipo, se o cara gozou, ela tem que gozar também. Mas como diz a autora, isso não é receita de bolo, sem contar que funciona de modo diferente para cada mulher, de acordo com suas preferências, seu histórico, sua mente. E ainda sou da ideia de que sexo pode ser bom, sim, mesmo que não se goze no final. Leva-se em consideração o contato, a troca, a conversa...
avatar
Fiorella

Mensagens : 111
Data de inscrição : 10/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Tupiniquim em Qui 7 Ago - 5:08

Sabe uma coisa que detesto? Mesmo (talvez principalmente) quando ouço de uma voz feminina: a palavra put@ para designar uma mulher sexualmente ativa.
Por que não reconhecer a obviedade de que mulheres gostam de sexo? De transar (sou novo por aqui e não me senti a vontade para usar o verbo que me pareceu adequado).
Essa dicotomia que ainda perpassa nossos costumes me incomoda muito. A liberação feminina ainda está no discurso, não se internalizou nas práticas sociais. E o velho Freud já nos alertava que a gente "fala o que pensa é age o que sente".
Mais de uma amiga, namorada ou ficante já se espantou quando, vestida ou pelada, me ouviu dizer "que preciso ser ensinado; cada mulher gosta e goza de um jeito. Me diga a sua preferência, eu não,sei e não quero adivinhar.  Me deixe saber. Ta constrangida (embora não fosse o caso) de falar, diga de outras formas. Dilua a informação, faça gestos, sei lá. Prometo estar atento, mas me informe."

Eu respeito a individualidade. E está começa com a diversidade.
Quer ter prazer, gozar?
Que que isso seja comigo?
Meu limite é precisar saber.
E quer que eu diga mais? Não tenho muita paciência pra tentar ficar adivinhando!
avatar
Tupiniquim

Mensagens : 41
Data de inscrição : 31/07/2014
Localização : Salvador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Alice Moura em Qui 7 Ago - 5:55

Os homens não tem paciência para esperar que uma mulher atinja o orgasmo?
A maioria dos homens se queixa disso, que as mulheres demoram demais.
Ele vira, mexe, faz isto, faz aquilo e nada acontece!
Mistério...  Suspect
avatar
Alice Moura

Mensagens : 341
Data de inscrição : 15/07/2014
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Aline Floripa em Qui 7 Ago - 6:58

Os homens não tem paciência para esperar que uma mulher atinja o orgasmo?

Esse é o problema, já se começa colocando a culpa no parceiro sobre algo que quem deve ter o controle sou eu, chega de responsabilizar o outro pelo meu prazer. Acredito que sou "meio" egoísta nesse ponto, por mais que o namorado/companheiro seja maravilhoso, não abro mão do meu "mérito".
A Fiorela tem razão quando diz "E ainda sou da ideia de que sexo pode ser bom, sim, mesmo que não se goze no final.", porém, o "bom" é só bom, e a gente sempre "almeja" o "divino" (na verdade o "devasso"...uiii).
avatar
Aline Floripa

Mensagens : 247
Data de inscrição : 12/07/2014
Localização : Florianópolis

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Tupiniquim em Qui 7 Ago - 7:02

Concordando com todas, penso que o "demorar demais", na verdade é se demorar em algo que para aquela mulher não é assim tão especial, embora, numaoutra, provocasse um tsunami, pleno de vagas e espasmos.
avatar
Tupiniquim

Mensagens : 41
Data de inscrição : 31/07/2014
Localização : Salvador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Fiorella em Qui 7 Ago - 11:41

Eu acho que há falta de boa-vontade dos dois lados... da mulher, pela comodidade, inibição; do homem, por não conseguir acompanhar o ritmo da parceira... claro que não acontece sempre, mas eu diria que acontecem bastante.

Poucas vezes eu poderia culpar os parceiros que tive pela "pressa". Na maioria não foi por falta de esforço; no máximo, por falta de sintonia. Ou, como diz a autora, gozar tá muito "na cabeça", e em muitos momentos realmente falta concentração.

Eu confesso que tenho muita dificuldade de gozar do modo tradicional (penetração). Aliás, só consegui essa façanha uma vez, e não foi por falta de tentativas. Em compensação, dos outros modos nunca tive problemas. Dizem que depende muito do estímulo clitoriano. Mas acho que isso varia de acordo com o corpo de cada mulher. E claro, da cabeça! Nunca fui muito boa em me concentrar...
avatar
Fiorella

Mensagens : 111
Data de inscrição : 10/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Ana em Qui 7 Ago - 12:58

Tem um motivo pessoal dos meus repetidos conselhos para que as mulheres se masturbem... namorando ou não (porque algumas acham q se tem um companheiro não tem necessidade)  Shocked 
Eu demorei uns 2 ou 3 anos depois de iniciar minha vida sexual para aprender a relaxar e gozar.... tinha tanta neura se os pais descobrissem que eu transava sem estar casada, com a dificuldade de gozar com a penetração, com meu corpo ... ishhi era neura que não acabava mais...
depois de um certo tempo, e boas masturbações, aprendi a me concentrar mais, a deixar me levar, a desassociar culpas infundadas e como diz a Suplicy: relaxei e gozei... e é como andar de bicicleta, depois que pegamos o ritmo certo só vai...
Também aprendi que se um cara inseguro me julgar por transar no primeiro encontro , certamente não será alguém com quem eu queira algo mais. A desculpa que eles usam é que se foi fácil para ele, será fácil com todos... então se o babaquinha não confia no próprio taco e se acha incapaz de despertar tesão no primeiro encontro, que culpa tem a mulher?
Eu já tive pena das mulheres que seguram sua sexualidade para não assustar o homem... seja transar no primeiro encontro e/ou propor fantasias mais calientes ao parceiro ... dar toques e indicações de suas preferencias... hoje com quanta informação disponível e com tantas formas de fazer chegar a ele ( seja por um sms ou e-mail mais safadinho, seja assistindo um filme) se a mulher se cala e espera que o homem adivinhe o que ela quer/precisa é responsabilidade dela a insatisfação sexual...
E como digo: preliminares são essenciais para a maioria das mulheres... tem que aquecer, não pega no tranco assim não... cheers cheers 
avatar
Ana
Bom inicio PaDawn
Bom inicio PaDawn

Mensagens : 512
Data de inscrição : 09/07/2014
Localização : Porto Alegre - RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Ana em Qui 7 Ago - 13:51

achei a matéria que li dias atrás sobre orgasmo feminino:

A importância da mente no orgasmo da mulher

Os resultados desse estudo estão de acordo com os achados da pesquisa existente sobre o assunto. Ou seja, tudo indica que existe uma ligação entre a falta de pensamentos eróticos durante a relação sexual e a dificuldade em atingir o orgasmo para as mulheres.

O estudo também determinou que as mulheres que tinham dificuldades em atingir o orgasmo eram mais propensas a ser distraídas por pensamentos que não estavam relacionados com sexo durante a relação sexual.
Elke Reissing, diretora do Laboratório de Pesquisa Sobre Sexualidade Humana na Universidade de Ottawa (Canadá), disse que as novas descobertas sobre a importância dos pensamentos eróticos durante o sexo poderiam ajudar as mulheres a ter orgasmos, por exemplo, empregando técnicas para aumentar a sua capacidade de se concentrar em suas sensações físicas durante a relação sexual.
Segundo ela, existem evidências na literatura científica de que abordagens como a técnica de atenção plena (uma técnica de meditação) são muito bem sucedidas no tratamento de disfunções sexuais. Tais abordagens têm como objetivo ajudar as mulheres a se concentrar no momento presente durante o sexo e, assim, a aumentar a sua excitação e atingir o orgasmo.
E se por acaso você acha que está sozinha nessa de não conseguir chegar lá, não se desespere. Como as respostas das mulheres mostraram diferenças relacionadas com a idade – as mais jovens eram mais propensas a ter problemas com o orgasmo do que as mais velhas -, é provável que exista um aspecto de aprendizagem em ser capaz de atingir o orgasmo de forma mais confiável ou frequente.
Ou seja, nem tudo está perdido. Na verdade, tudo pode ser aprendido – através, por exemplo, do uso de pensamentos eróticos, como sugere esse novo estudo. [LiveScience]

Texto completo: http://hypescience.com/orgasmo-feminino-2/
avatar
Ana
Bom inicio PaDawn
Bom inicio PaDawn

Mensagens : 512
Data de inscrição : 09/07/2014
Localização : Porto Alegre - RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "Paz para gozar quando, como e se a gente quiser"

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum