Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Mensagem por Ana em Sex 11 Jul - 15:00

Código:

VÍDEO: saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres
Programa criado em 2011 para homens agressores de mulheres já atendeu 120 pessoas na Capital, com somente uma reincidênc
Em funcionamento desde novembro de 2011 na Justiça gaúcha, o Grupo Reflexivo de Gênero (vídeo acima) já recebeu 120 homens envolvidos em processos judiciais por agressões contra mulheres em menos de três anos, com apenas um caso de reincidência. Reunidos em uma sala no quinto andar do Foro Central de Porto Alegre, eles são tratados coletivamente em terapia, cuja finalidade é fazer com que os agressores compreendam os crimes que cometeram e não voltem a agir com violência. A maioria frequenta por ordem do juiz.
São 12 encontros semanais, com duração de três horas, onde os homens são convidados a falar e trocar experiências entre si, sob orientação da psicóloga e mediadora judicial Ivete Machado Vargas, 47 anos. Ela faz intervenções pontuais e estimula os envolvidos a refletir os motivos de estarem ali. A juíza Madgéli Frantz Machado, do 2º Juizado de Violência contra a Mulher, acompanha os grupos e faz visitas periódicas.
Em 2014, as mulheres também passaram a ser atendidas nos mesmos moldes. O tratamento de homens agressores está previsto na Lei Maria da Penha, em vigor desde 2006, mas apenas o Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins cumprem a determinação no Brasil, além do Rio Grande do Sul. O objetivo da Justiça gaúcha é que o grupo seja levado para outras comarcas e que se institucionalize. Se você quer conhecer mais, ligue para (51) 3210-6668, ou escreva para frpoacentvdsm@tj.rs.gov.br e frpoacent2jvdsamm@tj.rs.gov.br.

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2014/07/video-saiba-como-a-justica-gaucha-recupera-agressores-de-mulheres-4548758.html
avatar
Ana
Bom inicio PaDawn
Bom inicio PaDawn

Mensagens : 512
Data de inscrição : 09/07/2014
Localização : Porto Alegre - RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Mensagem por Si Cal em Sex 11 Jul - 22:54

Eu acredito em grupos como este, acredito que ninguém nasce agressor, e sempre acho que o melhor caminho é o do "reconhecimento" por parte de quem agride... reconhecimento de padrão errôneo, reconhecimento de que existem outras formas de vivencia...

Infelizmente nosso sistema legal e jurídico é mero paliativo para um problema muito mais amplo... o problema social e cultural... enquanto não existir a inversão destes valores... o final de qualquer problema será via de regra a judicial...
avatar
Si Cal

Mensagens : 218
Data de inscrição : 11/07/2014
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Mensagem por Ana em Sab 12 Jul - 11:21

por um peso cultural, meninos abusados na maioria das vezes ñ relatam e/ou ñ buscam ajuda para superar o trauma...
e o resultado disto é este pois, segundo pesquisas, 80% dos abusadores foram abusados na infância...
é um ciclo vicioso que sem soluções alternativas ou praticas , que saiam do papel, ñ veremos mudanças tão cedo infelizmente .. Mad 
avatar
Ana
Bom inicio PaDawn
Bom inicio PaDawn

Mensagens : 512
Data de inscrição : 09/07/2014
Localização : Porto Alegre - RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Mensagem por Ro Samy em Sab 12 Jul - 18:02

Muito interessante a proposta!
avatar
Ro Samy

Mensagens : 71
Data de inscrição : 11/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Mensagem por Alice Moura em Qua 23 Jul - 8:20

Eu assisti ao vídeo e notei uma fala desses homens ainda muito voltada para a lei, ou seja, me passou a impressão de que eles estão ali como uma espécie de "atenuação da pena", ou algo do tipo, que será levado em conta no caso de julgamento.
É um trabalho de formiguinha, mas que apresenta resultados positivos, só houve uma reincidência.
O cuidado, acho que deve ser tomado para que não se banalize, pois óbvio que nem todo agressor mostra boa vontade em refletir ao menos o porquê quando agrediu uma mulher. Senão, daqui a pouco ouvirá-se algo como: "ah, cara, que é isso, frequenta umas sessõezinhas de terapia, vai lá, bate um papo com a psicóloga, que já vai te ajudar na frente do juiz".
Óbvio que fazer algo é melhor que nada fazer.
Mas o acompanhamento tem que ser contínuo, por pelo menos alguns meses depois de concluídas as sessões iniciais.
avatar
Alice Moura

Mensagens : 341
Data de inscrição : 15/07/2014
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Mensagem por baunilha em Qua 23 Jul - 15:09

Alice Moura escreveu:Eu assisti ao vídeo e notei uma fala desses homens ainda muito voltada para a lei, ou seja, me passou a impressão de que eles estão ali como uma espécie de "atenuação da pena", ou algo do tipo, que será levado em conta no caso de julgamento.
É um trabalho de formiguinha, mas que apresenta resultados positivos, só houve uma reincidência.
O cuidado, acho que deve ser tomado para que não se banalize, pois óbvio que nem todo agressor mostra boa vontade em refletir ao menos o porquê quando agrediu uma mulher. Senão, daqui a pouco ouvirá-se algo como: "ah, cara, que é isso, frequenta umas sessõezinhas de terapia, vai lá, bate um papo com a psicóloga, que já vai te ajudar na frente do juiz".
Óbvio que fazer algo é melhor que nada fazer.
Mas o acompanhamento tem que ser contínuo, por pelo menos alguns meses depois de concluídas as sessões iniciais.

Meses??? Acho q anos, eh muito dificil mudar um doente quase q da noite para o dia. Sou meia descrente quanto a este tipo de recuperação. Eu não confiaria nesse tipo de "homem".  boxer 
avatar
baunilha

Mensagens : 17
Data de inscrição : 16/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saiba como a Justiça gaúcha recupera agressores de mulheres

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum