O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Sab 11 Out - 18:34

O vírus ebola se espalhou pelas redes sociais no Brasil desde a primeira suspeita de infecção no país, reportada em Cascavel, no interior do Paraná.

Da noite de quinta-feira até a manhã desta sexta, o termo "ebola" foi compartilhado 120 mil vezes pelo Twitter em português. A palavra Guiné, país de onde veio o paciente, foi a terceira mais citada na rede social por volta da meia-noite.

A Guiné é um dos três países que concentram a epidemia do vírus na África, juntamente com Serra Leoa e Libéria.
Pelo Facebook, segundo a ferramenta de análise Sysomos, mais de 400 postagens públicas em português sobre o Ebola surgiram nas últimas 24 horas.

Os termos "ebola", "Guiné" e "Fiocruz" seguem entre os dez tópicos mais comentados por brasileiros na rede.

O homem de 47 anos, que chegou ao Brasil no dia 19 de setembro após escala no Marrocos, foi transferido durante a madrugada para Rio de Janeiro.

Em meio a dúvidas sobre sintomas, riscos de infecção e especulações sobre a confirmação ou não do caso, alguns internautas mais uma vez publicaram comentários racistas nas redes sociais.

As ofensas associam o vírus ebola à população de origem africana.

"Ebola é coisa de preto", "Alguém me diz por que que esses preto da África tem que vir para o Brasil com essa desgraça de bactéria (sic) de ebola" e "Graças ao ebola, agora eu taco fogo em qualquer preto que passa aqui na frente" foram algumas das frases postadas no Twitter na manhã desta sexta.

A situação não é diferente entre os usuários do Facebook. A nuvem de palavras que mostra os termos mais associados à doença na rede destaca a palavra "preto".

Ou seja, a maioria das pessoas que escreveu publicamente sobre o vírus associou "ebola" ao termo "preto".
'Sob controle'

Na manhã desta sexta-feira, o ministro da Saúde Arthr Chioro afirmou, em entrevista coletiva, que o paciente não teve "nem hemorragia, nem diarreia, nem febre, nem vômito."

"Na quarta-feira, teve febre, tosse e dor de garganta. O médico trabalha com as informações e sintomas que ele consegue detectar na consulta clínica", disse o ministro.

Foram identificadas 64 pessoas que tiveram contato com o paciente - 60 delas na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Cascavel.

Os resultados dos exames, segundo Chioro, saem em 24 horas.

"Se tivermos o resultado do exame antes, imediatamente tornaremos público. Pelo protocolo, é necessário confirmá-lo em dois laboratórios. Mesmo se esse resultado der negativo, será colhida em 48 horas uma segunda amostra para análise e posterior informação do resultado."


http://g1.globo.com/bemestar/ebola/noticia/2014/10/ebola-se-espalha-pelas-redes-sociais-e-racismo-volta-tona.html

O brasileiro é um povo super preconceituoso. É preconceito em relação a gênero, religião, sexualidade, cor, classe social, região  tudo mais quanto é possível. O pior é ter que ouvir as pérolas que exaltam o quanto as pessoas aqui são maravilhosas enquanto escuto/leio quase que diariamente coisas do tipo: " É negra masss....é bonita!" "É viado mas....sabe se portar!" "Ditadura homossexual!" "Acho que gay tem direito a união civil, mas casar não, casamento é homem mulher!" Família é pai, mãe e filhos!" "Morando em tal bairro só pode ser o que não presta!" "Só pode ser nordestino!" "Segura suas cabras que meu bode tá solto" e por aí vai.
Muitas vezes no intervalo do trabalho fico calada ou saio pra não discutir ou ser obrigada a ouvir certas opiniões que acabam sendo irritantes pra mim, se as pessoas se incomodassem menos com a vida alheia e assumissem mais sua própria vida escolhas e atitudes pessoais a sociedade seria outra coisa, pais criariam outros filhos, seriam outras consciências e não esse bando de gente intolerante, hedonista, que não assume suas escolhas e sempre culpa o outro. É muita gente cobrando boas atitudes sem ser bom exemplo, muito dedo sujo apontando, muita hipocrisia.
Cada dia menos paciência pra conviver pessoalmente/virtualmente com gente assim.
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Alice Moura em Sab 11 Out - 19:08

Só há uma coisa positiva nessas atitudes: é que a "máscara" do brasileiro de povo bom, tolerante, bem-humorado, etc. está caindo.
Isso serve para que não nos enganemos mais e possamos ver o quanto a nossa sociedade e nós mesmos, muitas vezes, temos inversão de valores, priorizando a cor, a origem, a situação financeira, o sexo, o peso, ao invés do ser humano, seja ele quem for.
Assim fica mais fácil saber onde e o que precisamos trabalhar em termos humanos, para que consigamos nos transformar em uma sociedade melhor.
avatar
Alice Moura

Mensagens : 341
Data de inscrição : 15/07/2014
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Ro Samy em Dom 12 Out - 8:45

Sou tida como arrogante quando digo que detesto o Brasil.
Mas detesto mesmo, e é exatamente por ser um povo burro, preguiçoso, acomodado, racista, homofóbico, e tudo o mais. Aí a Globo vende a imagem do carnaval vai todo mu do na onda, se autoafirmando como um povo alegree e hospitaleiro.
É um país que tem um potencial enorme que é vergonhosamente desperdiçado.
A falta de cultura é escandalosa e isso se reflete nas atrocidades postadas em redes sociais, no ibope dado a novelas, nos resultados das eleições.

Achar que ebola "é coisa de preto" é tão ignóbil, ridículo e ignorante, que quase acredito que uma pessoa que pensa assim é doente. Mas não é doente não, a menos que imbecilidade já tenha um CID................ No No No No No

Povo que não tem virtude, acaba por ser escravo!
avatar
Ro Samy

Mensagens : 71
Data de inscrição : 11/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Seg 13 Out - 15:05

Ro Samy escreveu:Sou tida como arrogante quando digo que detesto o Brasil.
Mas detesto mesmo, e é exatamente por ser um povo burro, preguiçoso, acomodado, racista, homofóbico, e tudo o mais. Aí a Globo vende a imagem do carnaval  vai todo mu do na onda, se autoafirmando como um povo alegree e hospitaleiro.
É um país que tem um  potencial enorme que é vergonhosamente desperdiçado.
A falta de cultura é  escandalosa e isso se reflete nas atrocidades postadas em redes sociais, no ibope dado a novelas, nos resultados das eleições.

Achar que ebola "é coisa de preto" é tão ignóbil, ridículo e ignorante, que quase acredito que uma pessoa que pensa assim é doente. Mas não é doente não, a menos que imbecilidade já tenha um CID................ No No No No No

Povo que não tem virtude, acaba por ser escravo!
Não chego a detestar o país, mas também não tenho me orgulhado nenhum pouco. Não posso comparar com outros povos porque nunca vivi fora. E concordo que o potencial do país é desperdiçado e que a parte que devia ser valorizada na nossa cultura é a cada dia mais deixada de lado.
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Aline Floripa em Seg 13 Out - 15:11

Alice Moura escreveu:Só há uma coisa positiva nessas atitudes: é que a "máscara" do brasileiro de povo bom, tolerante, bem-humorado, etc. está caindo.

Perfeito!!! Bem isso mesmo, mas na verdade essa "imagem" somos nós que temos de nós mesmos, mundo a fora a coisa é diferente, somos vistos como povo que curte a esbórnia, mulheres fáceis, homens malandros, burros e principalmente gente que desperdiça exageradamente.
avatar
Aline Floripa

Mensagens : 247
Data de inscrição : 12/07/2014
Localização : Florianópolis

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Ter 14 Out - 19:07

Pensei em criar um tpc novo somente pra postar isso que acabo de ler, mas entra nessa questão que falei sobre o quanto o brasileiro é preconceituoso e resolvi postar aqui.

Jovem é agredida na Bahia por ‘ter cara de sapatão’

Quando ele me forçou no muro e me deu um tapa, disse que era pra eu deixar de ser abusada e responder quando um homem falar comigo, porque ‘gente da minha raça é a escória desse país e tinha que ser eliminada’”. O forte relato é de uma jovem de 19 anos, de Salvador. Ela afirma ter sido violentamente agredida na noite da última quarta-feira, quando esperava por um ônibus no bairro de Brotas.
De acordo com a jovem, não havia mais ninguém no ponto na hora do ataque. O homem, de pele branca e cabelos negros, a seguiu por alguns momentos antes de inicar a agressão, com mais ameaças e ofensas de cunho homofóbico.
Ele veio assediando, com um tom de ameaça de estupro, que ia “me arregaçar inteira”, mas até aí achei que era só misoginia. Então ele me chamou de sapata nojenta e disse que eu ia apanhar muito por causa dessa “cara asquerosa de sapatão”. Disse que “essa merda se resolve em um mês, amarrando e f* todo dia”.
A jovem foi atingida por socos, pontapés e teve a cabeça batida contra o chão, quando já estava deitada por causa das agressões. Durante o ataque, ela temia ser estuprada. Para se livrar do agressor, permaneceu deitada, para não desmaiar. Os golpes não só deixaram uma mancha roxa no rosto da vítima, mas também sequelas. Ela conta que começou a sentir muitas dores de cabeça e náuseas logo que chegou em casa.
— Durante a semana, eu fiquei um pouco confusa e errando coisas muito simples, mas pode ser só pelo stress e pode passar com o tempo. Ainda não tive o resultado do neurologista.
Esta não foi a primeira vez que a baiana foi agredida. Aos 15 anos, ela levou um soco de um desconhecido ao andar de mãos dadas com a namorada. Há cinco anos, ela pratica muay thai, mas nem a prática de luta a livrou das agressões. Descrente da Justiça, ela conta que só registrou a ocorrência por insistência de um amigo. Ela teme que o agressor fique impune e acredita que o crime foi motivado por homofobia.
— Eu fui fazer porque um amigo me pediu muito, pra marcar nas estatísticas. Acho que não vai dar em nada. Não tenho muita esperança. Não foi só por não ser hetero, foi por ser mulher — afirma a jovem.
Após o ataque, a jovem conta que apenas um motorista parou para perguntar o que tinha acontecido. Mas a reação não foi bem a que ela esperava.
Ele me perguntou se o cara era o meu namorado. Falei que não era, mas que agora também ele já tinha ido embora. Daí, o motorista disse que talvez ninguém tivesse parado porque ele podia ser meu companheiro e foi embora.
No Facebook, a foto da jovem com o rosto marcado pelas agressões tem rendido centenas de mensagens de apoio. No desabafo, ela pede para que os amigos não se preocupem, mas deem atenção às vítimas, caso sejam testemunhas de uma agressão. Ela espera que o caso sirva de lição.
“Muitas mulheres precisam e são igualmente ignoradas em detrimento dessa 'política' de não se meter em briga de marido e mulher. Não ignorem sinal nenhum de mulher nenhuma. Nem os involuntários. Pergunte mesmo que ela talvez não te responda. Deixe ela saber que ela é vista e pode ser ajudada. Não dê benefício da dúvida a agressor”.
De acordo com o Grupo Gay da Bahia, 313 homosexuais, transexuais e travestis foram mortos em todo o país, por causa da homofobia. Em 214, a entidade já registrou 218 mortes até setembro.
A Polícia Civil de Salvador informou que ainda não foi feito um registro de ocorrência sobre o caso. A assessoria de imprensa incentiva a jovem a procurar uma delegacia para investigar o ocorrido.'

http://extra.globo.com/noticias/brasil/jovem-agredida-na-bahia-por-ter-cara-de-sapatao-14241469.html#ixzz3G9qo1cg6

Homofobia, misoginia...enfim. Nessas horas me pergunto sim se é mesmo exagero uma lei específica em relação a homofobia?!

Esse episódio me remeteu ao filme "Boys don't cry".
Quem não assistiu assista, vale a pena:
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por jonass em Qua 15 Out - 8:54

Eu não acho exagero uma lei q criminalize a homofobia. Acho desnecessário.

Acho q dividiria mais a sociedade, faria mais distinção e poderia até tornar o assunto mais polêmico.
avatar
jonass

Mensagens : 248
Data de inscrição : 12/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Qua 15 Out - 9:25

jonass escreveu:Eu não acho exagero uma lei q criminalize a homofobia. Acho desnecessário.

Acho q dividiria mais a sociedade, faria mais distinção e poderia até tornar o assunto mais polêmico.
Então, nessas horas me pergunto sim se é mesmo desnecessária uma lei específica contra homofobia?!

Mais polêmico do que já é? Dividir mais o que?
As pessoas são agredidas por esse motivo, simplesmente ao andarem na rua sem ter feito nada contra ninguém. Pior situação que essa pra mim não pode acontecer, talvez ao menos com uma lei específica as autoridades sejam obrigadas a proteger essas pessoas, não haverá brechas pra interpretações pessoais da lei, ou você pensa que não há discriminação dentro da polícia e judiciário?
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por jonass em Qua 15 Out - 9:43

Já existem leis q protegem qualquer pessoa de agressão, independente da orientação sexual ou motivo. Falta essa lei ser cumprida.

Se existir uma lei q criminalize a homofobia, a pena para um agressor será igual ou diferente da de um agressor de um hetero? Se for diferente, é discriminação. Se for igual, qual a necessidade de uma nova lei?

Não acho mto simples.

avatar
jonass

Mensagens : 248
Data de inscrição : 12/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por jonass em Qua 15 Out - 9:47

Eu acho q o gay, negro, branco, ateu, etc, todos merecem respeito e todos devem igualmente serem protegidos pela lei.

Leis específicas, cotas, etc, dividem a sociedade e enche a bola de quem nos diferencia.
avatar
jonass

Mensagens : 248
Data de inscrição : 12/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Qua 15 Out - 9:56

jonass escreveu:Já existem leis q protegem qualquer pessoa de agressão, independente da orientação sexual ou motivo. Falta essa lei ser cumprida.

Se existir uma lei q criminalize a homofobia, a pena para um agressor será igual ou diferente da de um agressor de um hetero? Se for diferente, é discriminação. Se for igual, qual a necessidade de uma nova lei?

Não acho mto simples.


Porque não é simples, as instituições, pessoas e burocracia não simplificam.
Por que foi criada a lei Maria da Penha se já existiam leis de proteção a pessoa antes?
A sociedade brasileira é preconceituosa e discriminatória e isso é um fato que reflete em nossas instituições. Infelizmente, como já disse acima a letra da lei deve ser fria e não abrir margem pra interpretações pessoais, pois muitas vezes as pessoas que deveriam cumprir com o dever de proteger a todos igualmente fazem pouco caso daqueles que consideram inferiores ou diferentes.
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Qua 15 Out - 10:16

jonass escreveu:Eu acho q o gay, negro, branco, ateu, etc, todos merecem respeito e todos devem igualmente serem protegidos pela lei.
Concordo, mas a realidade é outra.

jonass escreveu:Leis específicas, cotas, etc, dividem a sociedade e enche a bola de quem nos diferencia.
O senso comum nos diferencia, e faz com que muitos se achem no direito de impor o que pensam como verdade e até mesmo no direito de agredir quem consideram inferior como no caso da matéria que postei.
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Aline Floripa em Qua 15 Out - 15:29

"Ele me perguntou se o cara era o meu namorado. Falei que não era, mas que agora também ele já tinha ido embora. Daí, o motorista disse que talvez ninguém tivesse parado porque ele podia ser meu companheiro e foi embora."
Infelizmente, a grande maioria vê dessa forma, não duvido se daqui alguns dias aparecer um filme da situação, onde alguém do outro lado da rua gravou tudo.

A violência segue um caminho "quase" que sem volta...
avatar
Aline Floripa

Mensagens : 247
Data de inscrição : 12/07/2014
Localização : Florianópolis

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Aline Floripa em Qua 15 Out - 15:31

jonass escreveu:Já existem leis q protegem qualquer pessoa de agressão, independente da orientação sexual ou motivo. Falta essa lei ser cumprida.

Falta muita coisa!

Mas sou a favor de leis especificas, vejo que na pratica "funcionam" muito melhor, como exemplo cito o ECA.
avatar
Aline Floripa

Mensagens : 247
Data de inscrição : 12/07/2014
Localização : Florianópolis

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por jonass em Qua 15 Out - 16:10

A lei Maria da Penha é diferente.

Ela protege a mulher de QUALQUER agressão, pelo simples fato de ser mulher e teoricamente, não ter condições de se defender por ser fisicamente frágil.

A homofobia é outra coisa. Qnd um gay for agredido, nem sempre será possível definir se o ato foi homofóbico ou não. Ou qualquer agressão a gays necessariamente será enquadrado na "intolerância"?

Se for concordo menos ainda com ela.

Mas o fato é q a lei q criminaliza a homofobia e a lei Maria da Penha, são coisas diferentes, com objetivos e nortes diferentes.
avatar
jonass

Mensagens : 248
Data de inscrição : 12/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Qua 15 Out - 16:22

Aline Floripa escreveu:
"Ele me perguntou se o cara era o meu namorado. Falei que não era, mas que agora também ele já tinha ido embora. Daí, o motorista disse que talvez ninguém tivesse parado porque ele podia ser meu companheiro e foi embora."
Infelizmente, a grande maioria vê dessa forma, não duvido se daqui alguns dias aparecer um filme da situação, onde alguém do outro lado da rua gravou tudo.

A violência segue um caminho "quase" que sem volta...

Quando tinha uns 15/16 anos estava voltando da casa de um amigo do colégio e chegando na esquina do outro lado da rua tinha um casal brigando e o cara estava socando a mulher, as pessoas que passavam não faziam nada além de olhar, inclusive homens, fiquei um tempo congelada no lugar e depois fui embora. Também não fiz nada, na época não sabia o que fazer, não tive uma reação maior que ficar boquiaberta.
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Liu em Qua 15 Out - 16:28

Aline Floripa escreveu:
jonass escreveu:Já existem leis q protegem qualquer pessoa de agressão, independente da orientação sexual ou motivo. Falta essa lei ser cumprida.

Falta muita coisa!

Mas sou a favor de leis especificas, vejo que na pratica "funcionam" muito melhor, como exemplo cito o ECA.

Nesse caso não simpatizava muito com a ideia, mas mudei, talvez só dessa forma essas pessoas tenham mais segurança para serem quem são sem tanto risco de morrer por isso.
avatar
Liu

Mensagens : 337
Data de inscrição : 11/08/2014
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Alice Moura em Qua 15 Out - 17:49

Acho que a homofobia ainda não é crime com lei específica, jonass.

http://www.guiadedireitos.org/index.php?option=com_content&view=article&id=1039:homofobia&catid=231:crimesdeodio
avatar
Alice Moura

Mensagens : 341
Data de inscrição : 15/07/2014
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por jonass em Qui 16 Out - 8:27

Sim, a luta do momento é para q seja.

E é disso q discordo.
avatar
jonass

Mensagens : 248
Data de inscrição : 12/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O ebola e o quanto o brasileiro é preconceituoso

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum